Área de Pivô Central Irrigabras na Esalq é foco de importantes pesquisas

- 09 de dezembro de 2019

Grupo Gepema Agrimet conta com alunos da graduação e pós-graduação da USP

Com um Pivô Central Irrigabras na Escola de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), com o objetivo de fomentar o ensino, a pesquisa e o desenvolvimento do setor, os alunos da universidade podem vivenciar na prática a agricultura irrigada.

À frente dessa empreitada com os universitários está o engenheiro agrônomo Evandro Henrique Figueiredo Moura da Silva, coordenador geral do grupo Gepema-Agrimet. Na área do Pivô Central Irrigabras, o grupo plantou na safra anterior as culturas de sorgo e girassol – com a finalidade de cobertura de solo – e também cana-de-açúcar. De acordo com Silva, em outubro, foram realizados os plantios de soja e milho.


“Estão sendo desenvolvidos os trabalhos de experimentação de produção potencial de soja, milho e cana-de-açúcar no Brasil, determinação da eficiência produtiva eyield gap no País”, conta o eng. agrônomo. Esses trabalhos, segundo ele, são liderados pelo Prof. Fábio Marin (orientador do Gepema-Agrimet) e fazem parte do projeto internacional, ainda em desenvolvimento, GYGA - Brasil Project, financiado pela Fapesp, em parceria com a Universityof Nebraska (duas teses de doutorado) e outras instituições nacionais. Além desse projeto, outros importantes trabalhos que visam o aprimoramento do manejo da irrigação da cana-de-açúcar, soja e milho no Brasil (tese de doutorado e pós-doutorado) estão sendo desenvolvidos nessa área experimental.


A irrigação tem papel fundamental nesses experimentos feitos pela USP. “Ela é a condição necessária para a condução de experimentos em condição de produtividade potencial, além de possibilitar estudos de demanda hídrica das culturas”, explica.


OUTRAS PESQUISAS – O Gepema-Agrimet também tem sua linha de pesquisa bastante focada no manejo da irrigação, que tem mostrado, conforme explicou Silva, uma nova forma de manejar a irrigação em sistemas agrícolas tropicais. “Neste ano, foram publicados dois trabalhos em revistas internacionais de alto impacto, que revelaram a tendência de queda do Kc com o aumento da ETo. Essa linha de pesquisa já vem sendo conduzida há alguns anos pelo Prof. Fábio Marin”.


Silva também ressalta que as principais linhas de pesquisas do grupo são totalmente dependentes do uso da irrigação. Por isso, é de extrema importância que os alunos de graduação e pós-graduação aprendam a manejar o Pivô Central Irrigabras e suas estruturas anexas (tubulações e bombas de captação de água), assim como calcular o volume necessário de água.


O perfeito funcionamento do equipamento de irrigação é fundamental para o desenvolvimento das pesquisas. Assim, a Irrigabras, quando necessário, realiza as manutenções e atualizações no Pivô Central.

SOBRE A IRRIGABRAS

A Irrigabras Irrigação do Brasil Ltda., sediada em Barueri-SP, está presente no mercado brasileiro deste 1985 oferecendo excelência na fabricação de equipamentos e acessórios para irrigação por aspersão. A diversificação de produtos coloca à disposição do pequeno, médio ou grande produtor, sistemas de irrigação adequados às suas necessidades, como o pivô central, carretel irrigador, tubos e acessórios para irrigação e fertirrigação. Inovar seus produtos e otimizar seus processos produtivos são desafios constantes para a Irrigabras.

Para mais informações sobre a Irrigabras visite www.irrigabras.com.br ou ligue para 11 2842-6464.

Adquira produtos utilizando